219 458 670 / 219 446 417 | geral@jf-moscavideportela.pt

COMUNICADO | ALTERAÇÕES AOS REGULAMENTOS DO ESTACIONAMENTO DA LOURES PARQUE – CONSEGUIMOS

É conhecida a posição da Junta de Freguesia de Moscavide e Portela face ao comportamento da Loures Parque. Foram 4 anos de grande luta em que fomos sempre diretos nas solicitações aquela empresa pública e ao seu acionista único, no caso a Câmara Municipal de Loures.

Durante os últimos quatro anos (2017-2021) fomos claros em manifestar a nossa frontal oposição face à política seguida e às injustiças que a Loures Parque prosseguia com os moradores desta freguesia e a falta de investimento na qualificação e oferta de estacionamento no nosso território.

Vale a pena lutar pelas nossas convicções. Sempre!

Especialmente quando estamos do lado certo da razão e apenas uma postura de “miopia política” impedia de ver o óbvio.

Quatro anos de luta e de razão reconhecidas agora pelo novo Executivo da Camara Municipal de Loures e pela nova Administração da Loures Parque através das alterações ao regulamento hoje aprovadas em Reunião de Câmara Municipal, do estacionamento na freguesia de Moscavide e Portela.

Após cumpridos os passos legais obrigatórios e que decorreram ao longo dos próximos 60 dias, teremos alterações que vão ao encontro daquilo que eram as nossas expetativas e as necessidades das pessoas. Mas sabemos, que esta foi uma enorme conquista, contudo, estamos já a trabalhar com as entidades em cima referidas, para a implementação de novas medidas e melhoramentos ao estacionamento na freguesia.

Estas alterações há muito pedidas pela Junta de Freguesia e rejeitadas pelo anterior Executivo da Câmara Municipal de Loures no mandato autárquico de 2017-2021, vão garantir que a Portela tenha a mesma forma de tratamento de que todas as outras zonas do Concelho de Loures com a redução de uma hora durante a semana e o fim do estacionamento pago ao fins-de-semana e feriados.

Era tempo de acabar com este tratamento diferenciado e altamente penalizador para a Portela.
Conseguimos!

Mas também na Vila de Moscavide existem alterações profundas com a redução de 26% do valor das autorizações mensais de estacionamento cobradas a comerciantes, empresários e trabalhadores, resultando assim em poupanças substanciais para os cidadãos que aqui trabalham e que fazem de Moscavide a Vila comércio que continuamos a querer que seja.

Conseguimos!

Mas não nos esquecemos dos comerciantes, empresários e trabalhadores da Urbanização dos Jardins do Cristo Rei, tratados como se fossem cidadãos diferenciados quando deveriam ter igualdade de deveres e direitos.

A redução de 50% do valor das autorizações mensais de estacionamento cobradas a comerciantes, empresários e trabalhadores nessa Urbanização fazem com que as pessoas que aqui trabalham passem a pagar exatamente o mesmo que os cidadãos comerciantes, empresários e trabalhadores na Vila de Moscavide, o que se trata da reposição de justiça e equidade para todos.

Conseguimos!

Assim se prova da justiça e mérito das propostas que durante 4 longos anos não nos cansámos de fazer. Assim se prova que os poderes públicos quando ouvem as propostas e sugestões e não as julgam em função de posicionamentos políticos e partidários, decidem melhor, valorizam o território e, acima de tudo, garantem a qualidade de vida dos cidadãos.

Assim se prova que só se cansa de lutar quem não tem a razão do seu lado.

Continuaremos a trabalhar lado-a-lado com as pessoas para continuar a evoluir a desenvolver e a garantir que os cidadãos que vivem, estudam ou trabalham têm acesso a um conjunto de serviços urbanos que lhes garantam níveis de qualidade de vida em linha com aquilo que pensámos para este território: Ser uma referência no contexto concelhio e metropolitano em que se insere.

Continuamos a contar com o compromisso e empenho de todos, num espírito de comunidade que envolve, acolhe e trabalha em conjunto com todos os níveis da administração pública, designadamente a Câmara Municipal de Loures que, através destas medidas, prova estar agora ao lado das pessoas e de quem melhor conhece os seus problemas, sem as arrogâncias do passado.

Continuamos juntos a colocar as pessoas em primeiro lugar.

Porque este é, de facto, o PROJETO DAS PESSOAS.

UMA FREGUESIA PARA AS PESSOAS | COM AS PESSOAS | DE PESSOAS

Continuamos Juntos. Primeiro as Pessoas!