219 458 670 / 219 446 417 | geral@jf-moscavideportela.pt

INTERVENÇÃO NAS TRASEIRAS DA RUA GONÇALVES ZARCO – IMAGEM DO PROJETO A EXECUTAR

O arvoredo de alinhamento existente nas traseiras da Rua Gonçalves Zarco e adjacente à Rua Bartolomeu Dias, foi objeto de intervenção devido ao seu mau estado fitossanitário e estrutural. Da inspeção efetuada pelos técnicos municipais ao arvoredo em causa, foram detetados sintomas e sinais de doenças e de pragas, de problemas fisiológicos e de defeitos estruturais externos e sintomas externos de defeitos internos.

Tendo em consideração o estado fitossanitário e estrutural dos espécimes avaliados e, não sendo possível proceder a operações de arboricultura por forma a manter as árvores saudáveis e estruturalmente estáveis, configurando-se um cenário de perigosidade, foi tecnicamente definida como intervenção adequada o abate do referido arvoredo.

Importa desta forma salientar que, todas as árvores removidas do espaço público apresentavam problemas fitossanitários e estruturais graves, sem qualquer possibilidade de recuperação. Adiantamos desde já que o número de novas árvores a plantar neste espaço é superior às que foram necessariamente removidas por questão de segurança.

Tendo conhecimento desta situação e sendo este espaço usado como local de atravessamento pedonal privilegiado, por parte da população residente na zona Noroeste da Portela, em direção aos equipamentos Escola EB1 da Portela e Centro Comercial, sendo o caminho existente, basicamente um trilho que foi sendo esculpido ao longo dos anos, a Junta de Freguesia irá proceder à sua requalificação, procurando desta forma criar uma rede de percursos acessíveis segundo os padrões atuais que um espaço público de, garantido a segurança, ambiente conforto e acessibilidade.

Assim, será efetuado um novo caminho pavimentado eliminando-se o atual trilho em terra batida. Esta via pedonal terá 3 metros de largura ao longo do seu trajeto, que no troço plano apresenta o caráter de um pequeno parque urbano, com o caminho a circundar árvores e no troço inclinado, o caminho será a direito, pontuado por 4 patamares horizontais satisfazendo assim os requisitos essenciais de conforto e acessibilidade. As espécies arbustivas foram escolhidas dentre as que apresentam menores necessidades de manutenção e recursos hídricos e as espécies arbóreas, cerca de 12, serão de folha caduca e substituirão as 8 árvores anteriormente existentes (choupos e lódão).

Ressalvamos por isso, não só a construção de uma nova via pedonal, dando continuidade ao projeto que implementámos no anterior mandato da construção de caminhos, como também o reforço de árvores no espaço em questão.

A cada dia a obra vai crescendo, os compromissos vão-se cumprindo e a qualidade da nossa Freguesia melhorando.

“É certo que muito falta fazer, mas é fazendo sempre, sem nunca baixar os braços, que os compromissos se vão cumprindo.”

Continuamos Juntos. Primeiros as Pessoas!