219 458 670 / 219 446 417 | geral@jf-moscavideportela.pt

COMUNICADO | ATUAÇÃO DA POLÍCIA MUNICIPAL DE LOURES NA PORTELA

202189180_4034877149938181_7023441587816098874_n

A Junta de Freguesia de Moscavide e Portela teve conhecimento que hoje, dia 17 de junho, que a Polícia Municipal de Loures efetuou mais uma ação de fiscalização em algumas ruas da Portela no objetivo de procederem à autuação de veículos que se encontravam estacionados junto aos lotes.

Sobre esta matéria a Junta de Freguesia vem expressar o seu repúdio e estranheza por mais esta ação que em nada contribui para resolver um problema há muito diagnosticado e que, até ao momento e não obstante os esforços da Junta de Freguesia, não mereceu a atenção e o cuidado que merece por parte da Câmara Municipal de Loures, entidade responsável pelas alterações urbanísticas e pela Polícia Municipal.

De facto, temos manifestado junto do Sr. Presidente da Câmara Municipal de Loures, Bernardino Soares, a nossa total e frontal discordância com esta atuação, importa referir, que este foi o terceiro contacto direto com o Sr. Presidente da Câmara Municipal de Loures, sobre o presente assunto, que numa primeira fase nos transmitiu que desconhecia a situação e que ia verificar junto dos serviços municipais e do Sr. Vice-Presidente, que tem a competência delegada da Polícia Municipal. Importa ainda dizer, que num dos contactos efetuados existiu o compromisso de verificar os motivos destas ações, assim, como solucionar este problema.

Hoje mesmo e perante a situação, enviámos fotos ao Sr. Presidente da Câmara Municipal de Loures e questionámos diretamente, mais uma vez, sobre a mesma e sublinhámos o compromisso já assumido pela Câmara Municipal de Loures.

Sublinhamos ainda que a gestão do estacionamento da freguesia continua a ser realizada contra os interesses dos moradores, nomeadamente os residentes nas ruas sem saída da Portela, que não possuem alternativa válida ao estacionamento. É certo, que estamos a falar de uma problemática de várias décadas, mas também é verdade que já existiu tempo para se solucionar esta situação.

Mais uma vez salientamos que neste caso, a Junta de Freguesia de Moscavide e Portela, no início do atual mandato, em 2018, apesar de não ter qualquer competência para o efeito, mas dentro da linha estratégica que temos adotado de proatividade e apresentação de soluções para a resolução de problemas estruturantes antigos, apresentámos uma solução tecnicamente viável e que ajustava a via à utilização dos passeios e permitiria o estacionamento de veículos sem conflito com os peões.

Esta solução foi apresentada há mais de 2 anos, não tendo obtido qualquer resposta por parte da Câmara Municipal de Loures.

Naturalmente que partilhamos a ideia de que os passeios devem ser de utilização dos peões, porém não olhar para as especificidades destas ruas na Portela, é prestar um mau serviço ao território e às pessoas. Estas artérias são vias residenciais de elevada especificidade, que merecem um tratamento especial e adequado e, esse contexto deve alterar por completo a apreciação baseada unicamente numa gestão de tráfego.

Por diversas vezes mencionámos que a Câmara Municipal de Loures, seja através da Loures Parque ou da Polícia Municipal, não presta um bom serviço à freguesia, sendo uma causa de conflitos e não o meio para estabelecer uma correta regulação do estacionamento e salvaguardar o interesse público e dos residentes, sendo antes apenas um veículo de geração de receitas.

Esta intervenção da Polícia Municipal, vem somente sublinhar a falta de estratégia e visão para o território, sendo a repressão a única forma encontrada para resolver um problema para o qual não querem ter uma solução.

A Câmara Municipal de Loures, enquanto responsável pela Polícia Municipal e acionista único da Loures Parque, tem a obrigação de contribuir para a melhoria da situação, porém, não é isso, que lamentavelmente, tem vindo acontecer.

Repudiamos este comportamento e exigimos mais respeito, em primeiro lugar pelas pessoas, pelas suas expectativas e pelo seu bem-estar, mas também pelas propostas da Junta de Freguesia.

Apelamos à Câmara Municipal de Loures, na pessoa do Sr. Presidente, que está já sensibilizado para esta situação, para que de uma vez por todas veja a Freguesia de Moscavide e Portela como um território merecedor de respeito e não apenas como um potencial de geração de receitas.

Merecemos e exigimos.

Vamos Juntos. Primeiro as Pessoas!