219 458 670 / 219 446 417 | geral@jf-moscavideportela.pt

ENTREVISTA

Nome: Ricardo Jorge Monteiro Lima

Funções: Presidente da Junta de Freguesia

Idade: 36

Filhos: Dois, a Daniela de 14 anos e o Miguel de 17

“…”

🎙Faça-nos uma breve descrição das funções na Junta de Freguesia de Moscavide e Portela?

Como Presidente tenho a coordenação direta de várias áreas, nomeadamente e apenas para designar algumas: a Proteção Civil e Segurança, Comunicação e Relações Públicas, o Planeamento Estratégico e Modernização Administrativa, Recursos Humanos, Ambiente e Higiene Urbana, Espaços Verdes, Cultura, Obras, Oficina do Reformado e a Creche Jardim-de-Infância da Junta de Freguesia.

🎙Como surgiu o seu envolvimento na atividade autárquica?

O meu envolvimento na atividade autárquica surgiu como consequência de um conjunto de fatores. Foi um processo gradual e normal. Obviamente que desde sempre estive ligado à minha comunidade. Desde cedo senti que só podemos exigir se dermos também. A filiação no PS surgiu naturalmente e, também, por influência familiar e a partir daí fui desempenhando várias funções nos diversos órgãos autárquicos. É um trabalho entusiasmante e apaixonante por nunca estar concluído. Esta ambição de querer fazer mais e fazer melhor, não nos deixa parar.

🎙Quais as dificuldades que encontra em conciliar a sua vida pessoal, profissional e familiar com a atividade autárquica?

Não diria dificuldades. São as circunstâncias. O facto de ter uma vida absorvente do ponto de vista profissional, de querer sempre o melhor para a nossa freguesia leva-me a ter que fazer uma gestão dinâmica das situações. O propósito é que a minha vida autárquica não retire qualidade ao tempo que passo com a minha família, o que nem sempre é fácil. São planos diferentes, mas conciliáveis. Com esforço é certo, com a compreensão de todos, mas consegue-se.

🎙Fale-nos um pouco do seu dia a dia?

O meu dia a dia resulta das necessidades das funções que desempenho. A programação é feita tendo por base que todos os dias surge um desafio diferente, um problema a que é preciso responder. Em suma, sei quando o meu dia começa, mas nunca sei quando acaba. Sei apenas uma coisa: acaba sempre muito tarde e normalmente já no dia a seguir.

🎙Quais as principais dificuldades que encontrou quando assumiu funções?

São conhecidas as dificuldades financeiras que herdámos do anterior mandato que se juntaram à completa desorganização e à carência de recursos. Mas não quero escudar-me nessa realidade para ilustrar o nosso trabalho. Mais do que dificuldades foi a realidade com que tivemos que conviver e mudar para que conseguíssemos prestar o melhor serviço às pessoas. Esse é o nosso foco: as Pessoas. Não serão essas dificuldades que nos impedirão de continuar a colocar as pessoas em primeiro lugar.

🎙O que o/a motiva nestas funções?

Como já o disse anteriormente, tudo se resume a uma expressão: resolver os problemas às pessoas. É um resumo muito simples daquilo que deve ser o trabalho de um autarca.

Todos os dias nos chegam inúmeros problemas que, para uns podem ser pequenos problemas quotidianos das pessoas, mas para as pessoas que os têm, são os maiores problemas do mundo. Mas não podemos deixar de pensar na comunidade, afinal uma freguesia é um coletivo de pessoas, de organizações, de empresas. Essas duas abordagens fazem com que tenhamos a obrigação de enquadrar todos os problemas.

Se o que me apaixona é resolver o pequeno buraco no passeio, ou tornar um jardim mais agradável, ou manter as ruas limpas e lavadas, não é menos verdade que me motiva pensar na freguesia enquanto elemento de futuro, resolver os problemas estruturais, do estacionamento, dos transportes, de como tornar Moscavide e Portela numa freguesia de referência e com isso gerar valor para o território e aumentar a qualidade de vida das pessoas.

🎙Qual o projeto que gostaria mais de ver concretizado neste mandato?

O nosso projeto é o nosso compromisso com as pessoas e que resultou no nosso programa eleitoral. Esse é de facto o grande projeto que gostaria de ver concretizado, cumprir totalmente os nossos compromissos com as pessoas. O nosso programa não resultou apenas da reflexão dos candidatos. O nosso programa resultou de uma ampla discussão e participação das pessoas, onde durante um ano, ouvimos, discutimos, partilhámos e assumimos que aquele conjunto de ideias eram o resultado de uma reflexão coletiva feita pelas pessoas e para as pessoas, portanto o nosso projeto é também o projeto de todos os cidadãos e, nessa lógica, todas as propostas, todos os projetos, todas as ações são relevantes porque são compromissos. Isso faz parte da nossa diferença. O que nos distingue.

Mas destaco que um dos nossos grandes projetos e que se calhar é aquele que menos se vê, mas mais se sente: tornar esta freguesia numa verdadeira comunidade; participativa; atuante; exigente e isso já conseguimos. Esse é já um objetivo cumprido. Mas que pretendemos continuar a cimentar essa dinâmica de comunidade. Queremos estar num espaço onde as pessoas alertam para os problemas, onde criticam, onde reclamam por mais e melhor, onde apresentam ideias e sugestões, onde se disponibilizam para participar.

Uma Freguesia com espírito de comunidade! É isso que queremos e agora já somos!

🎙Se pudesse mudar algo que não está nas suas mãos nem ao alcance da Junta de Freguesia, o que mudaria?

Continuo a insistir na palavra compromisso. Quando nos submetemos à apreciação das pessoas, trouxemos connosco uma forma diferente de ver, de estar e de fazer em que nada fica de fora. Por isso envolvemos nas nossas propostas, projetos que não dependeriam da ação direta da Junta de Freguesia, mas em que a Junta de Freguesia pode ter um papel importante, seja reivindicando, seja estando ao lado da solução. A requalificação dos equipamentos escolares, por exemplo, não depende de nós, mas a boa aprendizagem dos nossos alunos depende disso, por isso envolvemo-nos. O alargamento do metro à Portela, não depende de nós, mas a mobilidade das pessoas e a capacidade de oferecer melhores transportes aos nossos cidadãos, depende disso. Por isso nos envolvemos. O estacionamento na Vila de Moscavide, também não depende de nós, mas a qualidade de vida de todos os moscavidenses depende disso e por isso estamos na primeira linha, não só a reivindicar, mas também a propor soluções como já o fizemos no parque de estacionamento subterrâneo junto ao mercado. Ter um equipamento multidesportivo na urbanização do Cristo-Rei, não depende da Junta, mas a felicidade das pessoas também depende disso e por isso lá estamos na primeira linha da sua defesa. Temos a consciência do que já mudámos, mas temos principalmente a consciência do que ainda falta mudar.

Há muito para mudar e estamos empenhados nessa mudança. Não rejeitamos essa responsabilidade, antes assumimo-la com orgulho e determinação!

🎙Qual a experiência mais enriquecedora que viveu até hoje no desempenho das suas funções?

A felicidade das pessoas é a experiência mais enriquecedora que um autarca pode ter. A felicidade de uma criança que tem um parque infantil remodelado. A felicidade de uma pessoa mais velha para quem criámos um serviço que de facto o ajuda a melhorar a sua vida, é enriquecedor. A felicidade da nossa comunidade nos eventos que realizámos. A vida de um autarca é feita de pequenas e grandes conquistas, mas no fim tudo se resume a isto, a felicidade das pessoas.

🎙Se lhe pedisse para definir numa frase o pertencer a este executivo da Junta de Freguesia, qual seria?

Não vou usar uma frase, antes vou usar duas palavras simples: Orgulho e Privilégio. É um orgulho merecer a confiança das pessoas e um privilégio ter a oportunidade de trabalhar para a minha freguesia e para a minha comunidade.

🎙Que mensagem gostaria de deixar a todos os Fregueses de Moscavide e da Portela?

Mais do que uma mensagem fechada, gostaria de deixar um agradecimento. Agradecer pelas palavras que nos vão dedicando diariamente. Agradecer pela forma como têm percebido as dificuldades e ajudado. Agradecer pela confiança que nos têm demonstrado. Mas, acima de tudo, agradecer por sermos cada vez mais uma comunidade envolvida e participante. Essa é a maior recompensa de todas e por isso o agradecimento mais justo. É pelas pessoas e para as pessoas que trabalhamos diariamente com muita motivação.

O meu compromisso é o que tenho afirmado em todos os momentos, continuar a fazer desta jornada um caminho para o futuro, com mais progresso, mais responsabilidade, mais exigência connosco e com os outros. Continuar a fazer de Moscavide e Portela o território onde as pessoas se sentem bem e querem continuar a crescer. E isto só é possível fazer com o envolvimento de todos, juntos vamos conseguir.

Estarei sempre convosco, com as pessoas, com Moscavide e Portela. Vamos Juntos!

“…”

Vamos Juntos. Primeiro as Pessoas!