219 458 670 / 219 446 417 | geral@jf-moscavideportela.pt

Entrevista do Presidente da Junta de Freguesia de Moscavide e Portela, Ricardo Lima

“𝐓𝐫𝐚𝐧𝐬𝐟𝐨𝐫𝐦á𝐦𝐨𝐬 𝐚 𝐉𝐮𝐧𝐭𝐚 𝐩𝐚𝐫𝐚 𝐞𝐬𝐭𝐚𝐫 𝐚𝐨 𝐥𝐚𝐝𝐨 𝐝𝐚𝐬 𝐩𝐞𝐬𝐬𝐨𝐚𝐬”
𝑴𝒐𝒔𝒄𝒂𝒗𝒊𝒅𝒆 𝒆 𝑷𝒐𝒓𝒕𝒆𝒍𝒂, 𝒔ã𝒐 𝒅𝒖𝒂𝒔 𝒇𝒓𝒆𝒈𝒖𝒆𝒔𝒊𝒂𝒔 𝒅𝒊𝒔𝒕𝒊𝒏𝒕𝒂𝒔 𝒊𝒏𝒔𝒆𝒓𝒊𝒅𝒂𝒔 𝒏𝒐 𝒄𝒆𝒏𝒕𝒓𝒐 𝒎𝒆𝒕𝒓𝒐𝒑𝒐𝒍𝒊𝒕𝒂𝒏𝒐 𝒅𝒆 𝑳𝒊𝒔𝒃𝒐𝒂. 𝑹𝒊𝒄𝒂𝒓𝒅𝒐 𝑳𝒊𝒎𝒂, 𝑷𝒓𝒆𝒔𝒊𝒅𝒆𝒏𝒕𝒆 𝒅𝒂 𝑱𝒖𝒏𝒕𝒂 𝒅𝒆 𝑭𝒓𝒆𝒈𝒖𝒆𝒔𝒊𝒂 𝒅𝒆 𝑴𝒐𝒔𝒄𝒂𝒗𝒊𝒅𝒆 𝒆 𝑷𝒐𝒓𝒕𝒆𝒍𝒂 𝒂𝒑𝒓𝒆𝒔𝒆𝒏𝒕𝒐𝒖-𝒏𝒐𝒔 𝒅𝒖𝒂𝒔 𝒇𝒓𝒆𝒈𝒖𝒆𝒔𝒊𝒂𝒔 𝒅𝒊𝒏â𝒎𝒊𝒄𝒂𝒔 𝒆 𝒄𝒐𝒎 𝒗𝒊𝒅𝒂.

Dinâmica é palavra de ordem quando falamos de Moscavide e de Portela. Há eventos, atividades, cultura e muita vida nestas duas freguesias. A isso muito se deve o trabalho do atual executivo da Junta de Freguesia, que com alguma irreverência trouxe a estas freguesias uma forma de estar diferente.

“Temos duas freguesias muito distintas, tanto no ponto de vista social como da sua dinâmica social. Moscavide é uma freguesia que é um centro comercial a céu aberto. Tem uma localização privilegiada, é uma das localidades mais bem apetrechada no ponto de vista de transportes públicos. É uma vila muito procurada por universitários que vêm estudar para Lisboa. Por outro lado, Portela é uma urbanização caracterizada pela qualidade urbanística com muitas zonas verdes e de lazer. Tem uma zona central que com uma oferta comercial muito abrangente e mais tradicional que é o seu coração”, conta-nos Ricardo Lima, Presidente da Junta de Freguesia de Moscavide e Portela.

Facto é que há eventos e atividades ao longo do ano, o que traz vida a um centro urbano distinto. Talvez o facto de Ricardo Lima ser um Presidente bem mais novo do que o normal tenha trazido uma visão mais atual e inovadora, mas sem descurar nunca de um forte componente social.

Dos eventos que decorrem regularmente há vários que destacamos. A ‘Festa do Chocolate e Doçaria de Moscavide’ que decorre em fevereiro com animações temáticas, animação de rua, andas e malabares, uma estátua de chocolate e uma zona de alimentação fazem parte da oferta, a ‘Feira Medieval da Portela’ traz à atualidade a história dos nossos antepassados. ‘Feira dos Sabores de Moscavide’, em maio, é um dos eventos gastronómicos de referência da região de Lisboa, uma verdadeira montra dos sabores da região. O ‘Portela Street Food Festival’ é uma festa que invade o Jardim Almeida Garrett, a sua missão é dar a conhecer a atividade de street food dando a oportunidade aos visitantes de poderem conhecer todas as ofertas e conceitos desta atividade. Há ainda as ‘Marchas Populares de Moscavide’, a Rota dos Sabores, o ‘Fado na Vila’, o ‘Milha Urbana de Moscavide’, o ‘Moscavide Street Party Sunset’, o ‘Portela em Festa’, as feiras urbanas, entre muitos outros eventos. Como estamos em dezembro, realçamos ainda o ‘Natal com Vida’, com atividades diárias, porém, neste ano, as atividades foram limitadas devido à pandemia do no coronavírus.

𝐓𝐫𝐚𝐛𝐚𝐥𝐡𝐨 𝐞𝐦 𝐩𝐫𝐨𝐥 𝐝𝐚 𝐜𝐨𝐦𝐮𝐧𝐢𝐝𝐚𝐝𝐞

Para além das atividades, a Junta de Freguesia desenvolve um conjunto diversificado de apoios e ações sociais. Esta é uma aposta concreta nas pessoas de uma Junta de Freguesia que se transformou “𝐩𝐚𝐫𝐚 𝐞𝐬𝐭𝐚𝐫 𝐚𝐨 𝐥𝐚𝐝𝐨 𝐝𝐚𝐬 𝐩𝐞𝐬𝐬𝐨𝐚𝐬”.

O projeto ‘Envelhecimento Ativo e Saudável’ oferece várias atividades lúdica, num funcionamento idêntico a uma universidade sénior. O ‘Gabinete de Intervenção Social’ que trata de problemas sociais, inclui um banco social, uma loja social e abrange o projeto ‘Oficina do Reformado’, um serviço que é um verdadeiro apoio para as pessoas, que de outra forma teriam muitas dificuldades em obter a ajuda necessária para pequenas, mas fundamentais, reparações nas habitações. Também o projeto de ‘Espaço de Saúde e Bem Estar’ é uma oferta distinta para toda a comunidade oferecendo apoios de saúde.

“Apoiamos diretamente mais de uma centena de famílias. Tem uma componente social, com resposta também a despesas urgentes para famílias carenciadas. É um trabalho em rede entre a Junta, a Câmara e a Segurança Social”, explicou o Presidente.

Direcionado para a comunidade sénior a Junta de Freguesia tem um projeto de Centro de dia, um espaço acolhedor, centrado no equilíbrio entre o convívio e o respeito pela individualidade e dignidade de cada sénior, a sua valorização pessoal e a partilha de conhecimentos e crescimento pessoal. Durante grande parte deste ano, e devido à pandemia, este projeto reinventou-se e passou a incluir apoio ao domicílio, levando refeições e prestando apoios à comunidade sénior.

Ainda é de realçar o projeto ‘Eu sou o futuro da freguesia’ direcionado aos mais novos, com várias ofertas didáticas com objetivo de estimular a criatividade, hábitos de vida saudáveis, atividades desportivas, culturais, cívicas e comunitárias. O ‘Freguesia em movimento’ é também um projeto direcionado a quem se quer manter ativo, podendo incorporar algumas atividades como caminhadas, jogos tradicionais, artes marciais, entre outros. Ricardo Lima sublinha ainda que durante este ano, houve a necessidade de readaptar todos os projetos e atividades.

“𝑻𝒊𝒗𝒆𝒎𝒐𝒔 𝒅𝒆 𝒕𝒓𝒂𝒏𝒔𝒇𝒐𝒓𝒎𝒂𝒓 𝒐𝒔 𝒏𝒐𝒔𝒔𝒐𝒔 𝒔𝒆𝒓𝒗𝒊ç𝒐𝒔 𝒑𝒂𝒓𝒂 𝒑𝒓𝒐𝒕𝒆𝒈𝒆𝒓 𝒂𝒔 𝒑𝒆𝒔𝒔𝒐𝒂𝒔. 𝑻𝒊𝒗𝒆𝒎𝒐𝒔 𝒅𝒆 𝒕𝒆𝒓 𝒆𝒎 𝒄𝒐𝒏𝒕𝒂 𝒂𝒍𝒈𝒖𝒎𝒂𝒔 𝒑𝒓𝒊𝒐𝒓𝒊𝒅𝒂𝒅𝒆𝒔 𝒆 𝒂 𝒑𝒓𝒊𝒐𝒓𝒊𝒅𝒂𝒅𝒆 𝒅𝒖𝒓𝒂𝒏𝒕𝒆 𝒆𝒔𝒕𝒂 𝒂𝒍𝒕𝒖𝒓𝒂 𝒑𝒂𝒏𝒅é𝒎𝒊𝒄𝒂 𝒇𝒐𝒓𝒂𝒎 𝒂𝒔 𝒑𝒆𝒔𝒔𝒐𝒂𝒔. 𝑵𝒆𝒔𝒕𝒂 𝒂𝒍𝒕𝒖𝒓𝒂 𝒄𝒉𝒆𝒈𝒂𝒎𝒐𝒔 𝒂 𝒂𝒑𝒐𝒊𝒂𝒓 𝒎𝒂𝒊𝒔 𝒅𝒆 1500 𝒇𝒂𝒎í𝒍𝒊𝒂𝒔”.

𝐎 𝐨𝐛𝐣𝐞𝐭𝐢𝐯𝐨 𝐝𝐞 𝐟𝐚𝐳𝐞𝐫 𝐜𝐡𝐞𝐠𝐚𝐫 𝐨 𝐦𝐞𝐭𝐫𝐨 𝐝𝐞 𝐋𝐢𝐬𝐛𝐨𝐚 à 𝐏𝐨𝐫𝐭𝐞𝐥𝐚

Esta é uma das lutas mais importantes para a freguesia da Portela, e a qual este executivo tem reunido vários esforços. O Presidente vincou a importância de fazer chegar a rede do metro de Lisboa até à Portela. “Tendo em conta as características urbanísticas, o número da população e a forma como a rede do metro está montada, não existe justificação possível para que não exista metro na Portela”.

A trabalhar para as necessidades da comunidade, o atual executivo deu resposta a “uma das maiores necessidades de Moscavide, o estacionamento, tendo em conta a sua característica urbana. Neste momento a construção de um parque de estacionamento subterrâneo era algo necessário e passará a ser uma realidade em breve. Está aberto um concurso público para a sua construção e também de um novo mercado, mais moderno e adaptado a uma nova realidade”, vincou Ricardo Lima.

“Na portela temos também em progressão a construção do edifício autárquico da Junta de Freguesia, assim como uma residência sénior, com uma parceria com a Cruz Vermelha Portuguesa que irá financiar este projeto”. “Temos também em curso a requalificação do jardim do centro de Moscavide”. Apesar de toda a obra realizada, há muitos mais projetos que o atual executivo pretende concretizar, o Presidente destacou a requalificação da Secundária da Portela e da Escola EB2,3 Gaspar Correia. Contudo, ainda com muitas ambições o Presidente realçou que a prioridade serão sempre as pessoas, a comunidade e as suas necessidades.